#BOLETIM 072 - NOSSO APOIO AOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DE SÃO GONÇALO

 

 

Na manhã desta quarta-feira 21.05, nosso Mandato esteve presente à Audiência Pública da Comissão de Educação da ALERJ convocada para debater a situação dos profissionais de educação da rede municipal de São Gonçalo que se encontram em greve. A Audiência aconteceu na Faculdade de Formação de Professores da UERJ/SG. Ficou evidente que a educação pública de São Gonçalo vive uma das maiores crises de sua história na rede municipal. O déficit hoje é de mais de mil professores em sala de aula no Município, fruto de demissões e das péssimas condições de trabalho impostas aos trabalhadores, que não contam sequer com o direito de 1/3 da carga horária de planejamento a que os professores têm direito e que a Prefeitura se nega a respeitar. A Prefeitura de São Gonçalo sequer paga o piso salarial da categoria e há professores ganhando apenas míseros 600 reais líquidos ao mês. Os funcionários da rede também recebem menos que um salário mínimo de piso inicial, enquanto prefeito e vereadores da cidade continuam recebendo salários de 16 mil reais. As péssimas condições das escolas, sem quadras de esporte, ar condicionado nem ventiladores, e sem nenhum tipo de manutenção, também são motivo da denúncia e da justa revolta dos profissionais, alunos e população.
A Diretoria do Sindicato dos Profissionais de Educação (SEPE) de São Gonçalo, através de professora Maria Beatriz Lugão, apresentou um extenso e bem formulado relatório apontando todas as dificuldades enfrentadas e detalhando os problemas de cada unidade de educação pública da cidade.
Estiveram presentes na Audiência Pública, além dos deputados membros da Comissão de Educação da ALERJ, representantes do SEPE, pais e alunos da rede. Recepcionou a todos com carinho e atenção a professora Mariza Assis da UERJ/FFP, que compôs a mesa e se colocou em defesa da categoria de profissionais de educação. A Comissão de Educação da ALERJ se comprometeu a formalizar denúncia ao Ministério Público para que o prefeito responda por improbidade administrativa por estar desrespeitando diversos direitos trabalhistas dos profissionais de educação da cidade! 
 
 
 
 

Sobre nós

Página oficial de Paulo Eduardo Gomes (PSOL - Partido Socialismo e Liberdade).

PEG é reconhecido por sua ética, fiscalização da administração e defesa dos direitos dos cidadãos.

Vereador mais votado em 2012 e segundo em 2016.

.

Buscas no Site

© 2016 Paulo Eduardo Gomes