PEG participa de inspeção judicial no Morro do Gragoatá

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

ImagemSITEGragoata.png

Durante manhã e tarde desta terça, 23 de janeiro, participamos da Inspeção Judicial no Morro do Gragoatá. Acompanhamos a Associação dos Docentes da Universidade Federal Fluminense (ADUFF), junto das professoras Janie e Louise Lomardo, diversos estudantes e demais aliados, seguindo, do início ao fim, a inspeção do Juiz William Douglas e do Procurador Wanderley Dantas, do Ministério Público Federal.

Trata-se de uma área de grande importância ambiental, paisagística e educacional da nossa cidade e que não pode ser de forma nenhuma completamente degradada. Durante a inspeção, foi possível verificar que o acordo já firmado pela Reitoria com as empresas realmente não traria os benefícios anunciados para a Universidade. As áreas cedidas pelas empresas eram em sua maioria de difícil acesso e em encostas do Morro.

No final da tarde, participamos da Audiência na Justiça Federal onde, a partir de propostas elaboradas pelo Juiz, acompanhadas por todos os presentes, se avançou para a cessão de novas áreas e para a tentativa de celebração de um novo acordo, com mais participação da comunidade universitária e do Ministro da Advocacia Geral da União.

Desta forma, o acordo que não havia passado pelo Conselho Universitário foi completamente desfeito e também foi inviabilizada qualquer possibilidade de novo acordo, já que o Juiz considerou, depois de receber um documento encaminhado pelo Reitor solicitando a desconsideração do acordo anterior, que não há real intenção das partes em celebrar de fato nenhum acordo nos termos do que vinha sendo construído.

O Juiz Federal encerrou então a audiência afirmando que daria a sentença conforme seu entendimento acerca de tudo que foi apurado. Nosso Mandato seguirá acompanhando os fatos e buscará ajudar a comunidade universitária, se for o caso, a contrapor-se a qualquer decisão que possa trazer prejuízos educacionais, ambientais e paisagísticos para a Universidade e para a nossa cidade. No retorno do recesso parlamentar buscaremos inclusive a alteração da Lei Municipal 2099/2003 para evitar que o Morro do Gragoatá seja destinado para qualquer construção naquele local que possa ser considerada danosa para a UFF e para a nossa cidade!

Sobre nós

Página oficial de Paulo Eduardo Gomes (PSOL - Partido Socialismo e Liberdade).

PEG é reconhecido por sua ética, fiscalização da administração e defesa dos direitos dos cidadãos.

Vereador mais votado em 2012 e segundo em 2016.

.

Buscas no Site

© 2016 Paulo Eduardo Gomes